Mais sobre Lamego


Ver mapa maior

Nobre e velha cidade de solares, igrejas e imponente castelo. Berço da secular Romaria de Nossa Senhora dos Remédios, Lamego conserva no traço das suas ruas e na arquitectura dos seus edifícios marcas indeléveis de povos ancestrais empenhados na sua conquista.

Uma das primeiras cidades a tornar-se sede de Bispado, Lamego assumiu na história um lugar privilegiado pela sua antiguidade, património artístico e beleza natural. Cidade de luz, cor e fragrâncias múltiplas, envolve os seus e os que a visitam em sumptuosos jardins e avenidas verdes, convidando ao repouso e à cumplicidade com a natureza.

Cidade de cultura e património por excelência, a Lamego acorrem milhares de visitantes, não só em Setembro, durante a Romaria de Portugal, mas durante todo o ano. Percorrem as colinas circundantes, as paisagens agrestes, contemplam as vinhas, maravilham-se com o artesanato local e saboreiam a sua cozinha de rigor e tradição.

Nome: Lamego
Morada: Rua Padre Alfredo Pinto Teixeira, 5100
Latitude: 41° 06′ 3,2″ N
Longitude: 7° 48′ 35,9″ W
Telefone: 254606900
Fax: 254609601
Email: camara@cm-lamego.pt
Website: http://www.cm-lamego.pt

Lamego é uma cidade portuguesa no Distrito de Viseu, Região Norte e sub-região do Douro, com com 8 848 habitantes sendo a segunda maior cidade do distrito. O município está situado na margem sul do rio Douro, fazia parte da província tradicional de Trás-os-Montes e Alto Douro e, segundo alguns, fazia parte da Beira Transmontana, da qual era a principal cidade. Considerada uma cidade histórica e monumental, pois possui uma grande quantidade de monumentos, igrejas e casas brasonadas, sendo também uma diocese portuguesa. 

É sede de um município com 165,39 km² de área e 26 691 habitantes (censos 2011) , subdividido em 18 freguesias. O município é limitado a norte pelos municípios de Mesão Frio e Peso da Régua, a leste por Armamar, a sueste por Tarouca, a sudoeste por Castro Daire e a oeste por Resende.

Economia

As atividades principais do concelho são os serviços, algum comércio e a agrícultura, esta representa uma importante fonte de riqueza, proveniente sobretudo do setor vitivinícola, já que o concelho, como os restantes concelhos da região, encontra-se integrado na Região Demarcada do Douro. Para além da produção do vinho do Porto, regista-se igualmente uma clara aposta nos vinhos de mesa com Denominação de Origem Controlada (DOC) e na produção espumantes, os quais assumem-se como um importante cartaz promocional a nível nacional e internacional.

O tecido empresarial de Lamego é constituído por unidades de pequena dimensão, havendo poucas unidades de média dimensão, o emprego é pouco qualificado e diminuto, o volume de negócios e a riqueza gerada têm uma relativa representação. Os sectores do turismo monumental e religioso têm vindo a crescer paulatinamente, e é neles que se identificam algumas potencialidades, sendo reconhecidas algumas vocações do concelho a dinâmica registada é suficiente, podendo todavia haver melhoramentos neste setor. Esta situação foi reforçada com a recente conclusão da A24, assumindo-se como fator determinante na atração da procura regional.

Lamego possui uma grande superfície comercial com dois hipermercados e cerca de trinta lojas, duas superfícies comerciais de média dimensão e umas poucas centenas de lojas de comercio tradicional. No que se refere a indústrias, possui uma zona industrial de pequena dimensão localizada na freguesia de Várzea de Abrunhais.

População

População do concelho de Lamego (1801 – 2011)

1801

1849

1900

1930

1960

1981

1991

2001

2011

14 688

20 240

31 835

34 730

36 320

32 833

30 164

28 081

26 691

Locais de interesse a visitar

Santuário e escadório de Nossa Senhora dos Remédios (Séc. XVIII) IIP
Sé Catedral (séc. XII) MN
Museu de Lamego (séc. XVIII)
Castelo de Lamego (séc. XII) MN
Igreja de Santa Maria Maior de Almacave (séc. XII-XIII) MN
Igreja de Santa Cruz (séc. XVII) IIP
Igreja do Desterro (Séc. XVII) IIP
Capela de S. Pedro de Balsemão (séc. VII-X) MN
Capela de Nossa Senhora da Esperança (séc. XVI) IIP
Chafariz dos Remédios (séc. XVIII) IIP
Igreja do Antigo Convento das Chagas (séc. XVI)
Casa das Brolhas (séc. XVIII) IIP
Mosteiro de Santo António de Ferreirim da Ordem de S. Francisco (XIV-XV) IIP
Cruzeiro do Bom Jesus dos Terramotos e Perseguidos IIP
Cruzeiro Gótico (séc. XVIII) no Museu de Lamego IIP
Igreja de Santa Maria de Meijinhos (XVII)
Pelourinhos e Marcos Graníticos IIP
Parque Isidoro Guedes
Miradouros da Serra das Meadas

Gastronomia

Cabrito assado com batatas e arroz de forno
Trutas com presunto
Trutas em escabeche
Milhos com entrecosto
Arroz de Pato
Arroz com salpicão
Bôlas de presunto, fiambre, vinha d’ alhos, sardinha, bacalhau, atum e frango
Presunto
Enchidos
Doces das freiras do extinto Convento das Chagas (gradinhas, celestes, peixinhos de chila)
Tarte de Lamego
Biscoito da Teixeira

Artesanato

Tecelagem (rendas, colchas de linho e mantas de farrapos)
Vestuário (capas serrans, meias de lã, socos de pau)
Ferro Forjado
Olaria
Cestaria (chapéus de palha, cestas de vime e verga)
Tanoaria
Funilaria
Marcenaria
Correaria
Máscaras de Lazarim

Festas e Romarias

Nossa Senhora dos Remédios– 26 de Agosto a 8 de Setembro – Lamego
Feira de Santa Cruz – 3 de Maio – Lamego
Expodouro – Feira das Actividades Económicas – 1ª quinzena de Julho – Lamego
Comemorações “Do Natal aos Reis” –  Lamego
Semana Santa – Páscoa – Lamego
Carnaval de Lazarim – terça feira de Carnaval

 

  • Santuário e Escadório de Nossa Senhora dos Remédios (séc. XVIII)
  • Sé Catedral (séc. XII)
  • Museu de Lamego (séc. XVIII)
  • Castelo (séc. XII)
  • Igreja de Santa Maria Maior de Almacave (séc. XII-XIII)
  • Igreja do Desterro (séc. XVII)
  • Igreja de Santa Cruz (séc. XVII)
  • Igreja do Antigo Convento das Chagas (séc. XVI)
  • Capela de S. Pedro de Balsemão (séc. VII-X)
  • Capela de Nossa Senhora da Esperança (séc. XVI)
  • Mosteiro de Santo António de Ferreirim (séc. XIV-XV)
  • Casa das Brolhas (séc. XVIII)
  • Chafariz dos Remédios (séc. XVIII)
  • Cruzeiro Gótico (séc. XVIII) no Museu de Lamego
  • Cruzeiro do Bom Jesus dos Terramotos e Perseguidos
  • Igreja de Santa Maria de Meijinhos (séc. XVII)
  • Pelourinhos e Marcos Graníticos
  • Parque Isidoro Guedes, Miradouros e Parque Eólico da Serra das Meadastexto: Paula Reis / Fotografias: ©Douronet

Claustros de Sé de Lamego.
Igreja de Stª Maria de Almacave.
Interior de Capela de S. Pedro de Balsemão (séc. VII-X)

2014 Powered By Wordpress, Goodnews Theme By Momizat Team